O Perigo da Astrologia Reversa

danger-1

O uso comum da Astrologia é utilizar os Signos para compreender o comportamento humano, porém frequentemente vemos por aí várias pessoas fazendo o inverso: definindo (tachando) um Signo pelas experiências que teve com pessoas daquele mesmo Signo. Será realmente seguro fazer interpretações de Signos usando nossas convivências, observações e opiniões pessoais?


É muito comum encontrar pessoas do mesmo Signo que você, e em algumas situações perguntar o signo da pessoa é um ótimo assunto para começar uma conversa, e mesmo que você não entenda nada de astrologia vai tender a querer se identificar com outra pessoa só porque descobriu que ela tem o mesmo Signo que você. Porém uma coisa é desenvolver afinidade de verdade, e outra coisa é forçar uma afinidade só porque os “astros dizem” que vocês são parecidos.

É preciso antes de tudo entender que ninguém é definido por apenas um único Signo. Ninguém é puramente Capricorniano, nem puramente Geminiano, ou Sagitariano, Libriano, Canceriano, Taurino, etc… Pessoas são complexas demais para serem resumidas em um único comportamento padrão. E por isso mesmo que a Astrologia de verdade também é muito complexa. Todo mundo tem um Signo para o Sol, outro Signo para Lua, outro para Vênus, Marte, Mercúrio, etc. E diversas outras configurações dentro de um Mapa Astral. O que vemos popularmente por aí é apenas o Signo do Sol da pessoa. É só uma pequena parte de toda a complexidade do comportamento de um ser.

Mesmo considerando apenas o contexto do Signo solar, é muito difícil conseguir enxergar o Signo de outra pessoa de imediato. Isso porque a função do Sol é dar a pessoa uma percepção interna de si mesmo, é algo interno, pessoal. O Signo da pessoa não é um comportamento externo e exposto para todo mundo ver, como se acredita. O comportamento que mais externamos para os outros verem é o Signo do nosso Ascendente e não o do Sol. O Sol é como você se percebe, como você se entende, portanto você facilmente consegue se reconhecer com esse Signo, se reconhecer com esse padrão e se identificar bastante com isso. Porém isso não significa que os outros enxergam você desta mesma forma também. Por dentro você é uma pessoa, mas por fora pode parecer outra (comportamento é mesmo algo muito complexo).

Somente uma pessoa que te conheça muito bem é que vai começar a enxergar quem você é verdadeiramente por dentro. Somente uma pessoa que te conheça muito bem vai conseguir enxergar por detrás da casca e perceber a realidade do comportamento do seu Signo. Todas as outras pessoas que não te conhecem tão bem, vão apenas ter impressões diversas de quem é você e fazer especulações.


É arriscado adivinhar o Signo dos outros

Todo mundo é uma mistura de Signos, todo mundo tem os 12 Signos presentes em seu Mapa Astral. Cada Signo sendo ativado de diferentes formas em sua personalidade, dependendo da configuração e distribuição dos planetas, luminares e pontos importantes dentro do Mapa.

Adivinhar signos é algo complicado, pois ninguém é definido por um único comportamento. Não tem como haver perfeição nessa questão. Pois vai muito do que você resolve mostrar de si para as outras pessoas, e isso depende muito da situação, do convívio, do ambiente, do meio social, da cultura, do local, etc.


Mas eu conheço várias pessoas de um mesmo Signo que são exatamente iguais

É importante notar que nós também temos nosso próprio mapa natal, e nele tem informações de como nos relacionamos com outras pessoas, incluindo o tipo de pessoa que mais atraímos para nosso convívio social. Inevitavelmente conhecemos pessoas com comportamentos que na nossa visão são similares, pois o nosso próprio jeito de ser dá abertura para que algum tipo de padrão de comportamento se manifeste mais frequentemente em nosso entorno.

Quando você conhece alguém novo, inconscientemente você já se comporta mais receptivo ou mais defensivo dependendo da pessoa. Isso tudo vai modelando o seu círculo social. Portanto é comum que pessoas de comportamentos similares façam parte da sua vida. Contudo, tenha consciência de que quando você interage e se relaciona com capricornianos, por exemplo, você não está se relacionando com todos os tipos de capricornianos que existem. Você só está se envolvendo com aqueles que você acabou de alguma forma permitindo que entrassem na sua vida.

O seu comportamento pessoal te leva a experiências que acabam definindo a sua visão da vida. Definindo os padrões de comportamento que mais se manifestam ao seu redor, modelando o seu círculo social.

Pensando um pouco mais profundamente… Você está se relacionando com capricornianos que além de terem o mesmo signo solar também podem ter outras configurações no mapa que são similares ou que produzem o mesmo efeito de convivência quando interagem com você. A sua visão sobre capricornianos pode ser bem diferente da visão que outras pessoas tem sobre esse mesmo Signo, pois cada um percebe e interage de formas diferentes com o mesmo meio externo.

Estudando o seu mapa é possível perceber que tipo de pessoa você acaba atraindo mais para a sua vida, e tomando consciência disso pode até direcionar e selecionar melhor os seus contatos e pretendentes a relacionamentos.

O segredo para ter boas convivências está em você entender o seu próprio mapa, e não ficar procurando coisas no mapa dos outros.


O Perigo da Astrologia Reversa

Por isso é perigoso fazer astrologia reversa (atribuir significados aos Signos de acordo com as impressões que temos das outras pessoas).

Pois o que enxergamos do outro é apenas um reflexo daquilo que queremos ver a partir daquilo que o outro quer mostrar. Nunca percebemos o quadro completo.

Para os seus amigos íntimos você pode ser uma pessoa muito legal e companheira, já na opinião dos seus familiares você é revoltada e irresponsável. Para o seu namorado você é linda, inteligente e sensível, já para o seu ex-namorado você é cruel, controladora e possessiva. Para os colegas de trabalho você é esforçada e competente, já para o seu chefe você é lerda e preguiçosa. Tudo depende dos olhos de quem vê.

Astrólogo, Engenheiro e Programador.
Em breve também Pianista, por quê não?
Sol em Capricórnio, Ascendente em Libra, Lua em Peixes.

Tenho constante interesse por assuntos relacionados à espiritualidade e desenvolvimento do ser. Estudo Astrologia há 8 anos fazendo cursos, devorando livros e assistindo palestras. Atualmente estou investindo em formação profissional e especializações.

Quando um engenheiro enxerga um problema, ele encontra uma solução. E é isso o que vejo na Astrologia. Ela não serve para julgar ninguém, muito menos para justificar problemas e defeitos que acabam só levando ao conformismo de uma vida ruim. Muito pelo contrário! Através da Astrologia encontramos soluções, ela ajuda a compreender quem somos e nos ensina a usar nossos potenciais, permitindo assim direcionar a vida conscientemente.

Consultas por WhatsApp: (11) 98429-9452

Contribua você também, deixe um comentário.

This site employs the Wavatars plugin by Shamus Young.